CULTURA

Bibliotecas lançam plataforma digital de livros
Projeto piloto reúne centenas de títulos em formato digital nas instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado



As Bibliotecas de São Paulo e do Parque Villa-Lobos, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, começaram a disponibilizar seu acervo digital aos sócios. A ideia, que ainda está na fase experimental, chama-se Biblioteca Digital e reúne centenas de títulos em formato digital para as pessoas poderem usufruir quando e onde quiserem. A SP Leituras, Organização Social que gere os dois equipamentos culturais, está à frente da iniciativa, ao lado da Secretaria. 

Para entrar na plataforma gratuita, os sócios das bibliotecas devem acessar  spleituras.odilo.us, inserir o número de matrícula e a senha ou então baixar o aplicativo BSP Digital, disponível no Google Play e na Apple Store. Para quem ainda não é sócio, a sugestão é visitar os espaços de terça a domingo, das 10h às 16h, e aproveitar para fazer a carteirinha a partir de 5 de janeiro de 2021. 

Para Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, se antes da pandemia já era importante as bibliotecas públicas discutirem e oferecerem conteúdos digitais, agora, tornou-se crucial.  “Países que estão na vanguarda da educação, da formação de seus cidadãos para os desafios do terceiro milênio, estão apostando fortemente em bibliotecas públicas de qualidade.”  

Na plataforma, que é operada pela Odilo, uma das maiores empresas de conhecimento e educação do mundo, constam centenas de títulos de diversos gêneros. É possível fazer o empréstimo de até duas obras por 15 dias, organizar listas, adicionar favoritos, compartilhar o livro do momento como dica de leitura nas redes sociais, fazer reservas, ver histórico e sugerir novas compras. 

Acesse: spleituras.odilo.us/

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM