São Paulo FM

Acessar

CULTURA

Kátya Teixeira propõe acalanto musical
Em apresentação inédita, cantora passeia pelo cancioneiro popular latino-americano



Confira o vídeo:




O repertório traz músicas inéditas como “No Arco da Madrugada” (Consuelo de Paula e Kátya Teixeira) e “Dorme, meu amor” (Kátya Teixeira e João Evangelista Rodrigues), além de composições de Luis Perequê, Luiz Vieira, Jean Garfunkel e Renato Consorte, Rosinha de Valença, bem como o clássico “Tristeza”, dos irmãos Nuñes, que ficou conhecido na voz de Mercedes Sosa, passando por sonoridades luso-brasileiras de cantigas tradicionais como “Senhora Santana” e “Dorme meu menino”, e a “Canção de embalar” de Zeca Afonso. Há ainda “Toke na Mitã”, canção em guarani composta por Anabel Andrés e Jera Guarani.

A apresentação musical será entremeada por causos e as poesias de Luizinho Bastos e Luís Perequê na interpretação da convidada especial Nani Braun, contadora de histórias, arte-educadora, atriz e apresentadora de TV.

André Venegas, ator e músico integrante do grupo Barbatuques, assina a direção artística ao lado de Kátya Teixeira, com quem compartilha a cena tocando diversos instrumentos e com percussão vocal e corporal.

O show “Acalantos” será transmitido online no canal oficial da cantora Kátya Teixeira no Youtube (youtube.com/katyateixeirabr), com estreia em 19 de março de 2021 e em outras cinco apresentações virtuais em portais de parceiros como o Dandô - Circuito de Música Dércio Marques (youtube.com/circuitodandobr). As datas serão divulgadas pelas redes sociais da artista.


Kátya Teixeira e André Venegas | Foto: Katxere Produções

Arrullos, arrullos...

A ideia para esse contexto musical surgiu a partir do “Ciclo Arrullos – Churrinche”, da Patagônia, na Argentina, um encontro virtual que reuniu cantoras latino-americanas, do qual a paulistana Kátya Teixeira fez parte.

No evento online, que também contou com a participação especial de André Venegas, as artistas cantaram vários acalantos (arrullos) e, com isso, veio a inspiração para construir um espetáculo todo voltado para esse universo sonoro.

O público em cena

Esbanjando talento e carisma, Kátya Teixeira é conhecida por sempre estar acompanhada de sua fiel legião de fãs por onde quer que cante e adora bater papo com todos ao final das apresentações.

Por isso, mesmo com o espetáculo “Acalantos” sendo transmitido de maneira virtual, a cantora faz questão de manter o seu costumeiro contato com o público.

Ao vivo, a artista e seus convidados irão interagir com as pessoas, compartilhando curiosidades do processo de criação do espetáculo e a seleção das músicas, detalhes sobre os instrumentos utilizados, a percussão corporal e efeitos vocais e muito mais.

Obra de arte sonora

Em seu trabalho artístico, a paulistana Kátya Teixeira absorveu diversas influências da cultura popular, primeiramente de sua cidade natal.

Ao longo de seu caminhar musical, prestes a completar três décadas de carreira, foi colecionando mais referências, desta vez, vindas tanto do cancioneiro latino-americano como do luso-brasileiro.

No show, o público terá a oportunidade de se aprofundar um pouco mais nesse universo não somente pela parte vocal, mas também pelos instrumentos que integram a apresentação.

Em “Acalantos”, o cenário será todo montado com os próprios instrumentos que, por si só já são obras de arte. São peças artesanais confeccionadas em várias regiões do Brasil e do mundo.

No palco, Kátya Teixeira e André Venegas se revezam em flautas indígenas, apitos mapuche, caja coplera argentina, berimbau de boca, kalimbas africanas, violas de cocho e de cabaça, charango andino, rabecas, violões requinto e tercino, guitarra transpuesta, entre outros. 


Kátya Teixeira | Foto: Katxere Produções

Saiba mais sobre Kátya Teixeira
linktr.ee/katyateixeira

Saiba mais sobre André Venegas
www.barbatuques.com.br/andre-venegas 

Saiba mais sobre Nani Braun
nanibraun.blogspot.com/

Serviço
Kátya Teixeira no show “Acalantos”
Estreia virtual: 19 de março de 2021 – 21h
Transmissão no Youtube youtube.com/katyateixeirabr


 



Foto: Ione Cadengue



VEJA TAMBÉM