São Paulo FM

Acessar

TECNOLOGIA

Chamada da FAPESP e Finep destina R$ 10 mi para inovação



Confira o áudio:




A FAPESP e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), lançaram no dia 11 de março, em evento on-line, chamada de propostas para permitir que pesquisadores do Estado de São Paulo participem do programa Tecnova II.

O objetivo do programa é apoiar, por meio da concessão de recursos de subvenção econômica (não reembolsáveis), o desenvolvimento de produtos ou processos inovadores em empresas de micro e pequeno porte para a evolução de setores econômicos considerados estratégicos nas políticas públicas federais e aderentes à política pública de inovação do Estado de São Paulo.

O total previsto para o apoio aos projetos de pesquisa selecionados é de até R$ 10 milhões, dos quais 50% são recursos de subvenção da Finep/MCTI e outros 50% serão aportados pela FAPESP. O valor por proposta será entre R$ 200 mil e R$ 400 mil. Os projetos selecionados serão apoiados por até 24 meses.

A oportunidade está aberta a empresas com sede no Estado de São Paulo, constituídas até 31 de dezembro de 2019, com faturamento de até R$ 16 milhões e com projetos inovadores que envolvam significativo risco tecnológico associado a oportunidades de mercado. As propostas devem ser submetidas até 19 de abril pelo Sistema de Apoio à Gestão (SAGe) da FAPESP.

Serão apoiados projetos de inovação nos seguintes temas: energias renováveis: solar e eólica; saúde humana e animal; tecnologias agropecuárias e aquicultura; e tecnologia da informação.

“É a primeira vez que a FAPESP participa de uma chamada do Tecnova. Isso representa a continuidade de uma parceria da Fundação com a Finep por meio do Programa PAPPE/PIPE Subvenção”, disse Luiz Eugênio Mello, diretor científico da FAPESP.

Desde o lançamento do programa, em 2018, a FAPESP lançou em conjunto com a Finep 16 chamadas, por meio das quais foram selecionados e apoiados mais de 150 projetos com um total de recursos superiores a R$ 95 milhões, sublinhou Mello.

Por meio de recursos do Programa PAPPE/PIPE Subvenção a FAPESP e a Finep lançaram em março de 2020 uma chamada com o objetivo de selecionar propostas de pesquisa para o desenvolvimento de produtos, processos e serviços voltados ao combate da COVID-19.

“A pandemia de COVID-19 foi declarada em março e no mesmo mês conseguimos lançar essa primeira ação de fomento à pesquisa de soluções voltadas ao combate da doença e que já tem alguns resultados promissores”, afirmou Marcelo Bortolini, diretor de desenvolvimento científico e tecnológico da Finep.


Imagem: Free-Photos | Pixabay

Participação estratégica

Na avaliação de Marcelo Camargo, superintendente da área de pesquisa para o desenvolvimento tecnológico da Finep, a entrada do Estado de São Paulo no programa Tecnova, por meio da FAPESP, tem importância fundamental.

“A participação de São Paulo é estratégica em razão não só de sua capacidade, pujança e do tecido empresarial que possui, mas também porque permite a consolidação de esforços descentralizados para viabilizar a inovação nas empresas”, avaliou.

O Programa Finep – TecNova foi criado em 2013 com o objetivo de oferecer condições financeiras favoráveis, por meio da subvenção econômica, para a inovação em empresas brasileiras de micro e pequeno porte.

Na primeira edição foram apoiadas 556 empresas, em 19 Estados, com um total de R$ 209,6 milhões em recursos de subvenção econômica. Desse total, R$ 136 milhões foram aportados pela Finep e R$ 73,2 milhões pelas Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) estaduais. Os recursos são repassados às empresas por meio das FAPs.

A chamada de propostas está disponível em: fapesp.br/14777.

O vídeo de lançamento do edital está disponível em fapesp.br/14776/lancamento-do-edital-tecnova-2.




VEJA TAMBÉM



TECNOLOGIA  |   15/04/2021 15h49





TECNOLOGIA  |   08/04/2021 05h32


TECNOLOGIA  |   01/04/2021 05h58