São Paulo FM

Acessar

CULTURA

Tatiana Cobbett, Xerxes X e Mafê Baracat são convidados de Zé Guilherme em EntreMeios


Foto: Alessandra Fratus

A programação de maio da serie de lives EntreMeios, comandada pelo cantor e compositor Zé Guilherme, termina no dia 25 (terça, às 21h) com o tema Diversidades. Participam do bate-papo: Tatiana Cobbett (cantora, compositora e bailarina), diretamente de Lisboa; Xerxes X (cantor e artista da cena LGBTQIA+ e da música eletrônica) e Mafê Baracat (cantora, compositora e escritora). Para acompanhar, basta seguir o artista no Instagram www.instagram.com/zeguilhermeoficial.

EntreMeios é um projeto, iniciado em junho de 2020, no qual Zé Guilherme recebe artistas e profissionais de diversas áreas e vertentes para falar sobre os mais variados assuntos. Mais de 30 personalidades já agregaram conhecimento,  arte e diversão às lives de Zé Guilherme.


Tatiana Cobbett por João MarkunTatiana Cobbett (1960) é filha de William e Eliana Cobbett - cineasta e produtora cultural. A arte foi presença constante em sua vida, sendo a dança sua primeira forma de expressão. Bailarina formada pela Escola de Danças Clássicas do Theatro Municipal do RJ, antes de completar o curso de História, aos 18 anos, foi para Nova Iorque estudar dança moderna e contemporânea. Ao retornar, ingressou no Balé Stagium, onde trabalhou por 13 anos percorrendo o Brasil, a América Latina e Central e países da Europa. Escreveu, coreografou, produziu e atuou em diversos espetáculos, entre eles o musical Mulheres de Holanda. Coreografou para teatro e dirigiu instituições culturais, incluindo o Teatro Pirandelo (SP). Seu encontro mais estreito com a música se deu como produtora e diretora de shows. Mudou para Florianópolis, em 1997, quando deu vazão à sua veia de compositora. Desde 2000, desenvolve um trabalho autoral junto ao músico gaúcho Marcoliva, que resultou em cinco discos: Parceiros, Bendita Companhia, Música Súbita, Corte Costura e Sawabona Shikoba. Atualmente, numa residência artística em Lisboa, tem se dedicado a desenvolver intercâmbio com artistas locais e múltiplas linguagens.


XXerxes X | Divulgaçãoerxes X é um artista maranhense, radicado em São Paulo. Figura presente na noite underground da capital, desde 2008, Xerxes X é atuante em diversos clubes noturnos, uma das estrelas do cenário brasileiro de música eletrônica. Também foi um dos primeiros artistas do país a se destacar no novo cenário queer musical, sendo figura central do início desse movimento. É também um dos nomes por trás do selo Queer Music Factory, cujo propósito é visibilizar artistas LGBT que produzem música eletrônica. Atualmente, trabalha o projeto Laroyê, cujo single é Exu Caveira, que ganhou um videoclipe, em junho de 2020, e um single/remix, assinado pelo duo Plus Beat'Z e DJ Papaya.


Mafê Baracar por Rebecca Mohamad Baracat é o nome artístico de Maria Fernanda, uma caraguatatubense que teve seu primeiro contato com a música ainda criança, quando sua avó (que havia sido concertista) lhe deu o primeiro violão. Apesar de passar pelo instrumento de corda e por aulas de piano, a paixão de Mafê Baracat pela música despertou quando começou a estudar canto, sendo então a voz o seu principal instrumento até hoje. Em conjunto com a música, a artista começou a escrever também muito cedo, tendo publicado um livro de forma independente. Com a paixão pela escrita, migrar para a composição foi um processo natural. Atualmente, Mafê tem um álbum lançado e outro em processo de lançamento com suas próprias composições.


EntreMeios com Zé Guilherme
Data: 25 de maio. Terça, às 21h
Convidados: Tatiana Cobbett, Xérxes X e Mafê Baracat
Tema: Diversidades
Onde: Instagram www.instagram.com/zeguilhermeoficial




VEJA TAMBÉM