MÚSICA

Violinista Ricardo Herz terá obras apresentadas em espetáculo com orquestra americana na reabertura do Carnegie Hall




Ricardo Herz | Foto: Rogério von Krüger 

Um pouco antes da pandemia, o violinista e compositor paulistano Ricardo Herz, lançava o disco Nova Música Brasileira para Cordas, em que a Camerata Romeu, orquestra de cordas de 25 anos formada apenas mulheres cubanas, gravou com suas obras e arranjos, na Basílica Menor de São Francisco de Assis, em Havana. A orquestra viria ao Brasil para uma temporada de shows, sob a batuta de Zenaida Romeu, a primeira maestrina de Cuba. Tudo cancelado.

Agora, uma surpresa. As mesmas obras serão executadas pela Orquestra americana Sphinx Virtuosi  no Carnegie Hall, em concerto no dia 15 de outubro. O músico, que soube da novidade recentemente, fez versões especiais das músicas "Mourinho" e "Inocente" para a orquestra, e que serão apresentadas no Concert and Gala, espetáculo que faz parte da programação de reabertura das atividades na sala de espetáculos de Nova York.

Ricardo, que tem uma técnica que leva ao violino o resfolego da sanfona, o ronco da rabeca e as belas melodias do choro tradicional e moderno, é Graduado em violino erudito pela USP, também estudou em Berklee College of Music, nos Estados Unidos, e no Centre des Musiques Didier Lockwood, na França. 




VEJA TAMBÉM