CIÊNCIA

Startup paulista apoiada pelo PIPE-FAPESP apresenta na COP26

 

A exemplo de outros lugares no mundo, a Escócia, onde acontece até a próxima sexta-feira (12/11) a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP26), em Glasgow, está planejando eletrificar sua frota de cerca de 5 mil ônibus usados no transporte público com o intuito de zerar as emissões de gases de efeito estufa nesse setor.

Uma das soluções que os gestores do transporte público do país devem estudar adotar para facilitar essa transição energética é uma plataforma desenvolvida pela startup paulista Scipopulis, por meio de projetos apoiados pelo Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), da FAPESP.

Batizada de Trancity, a ferramenta transforma grandes bases de dados operacionais reais da rede de transporte público das cidades em mapas e gráficos de fácil visualização para auxiliar na gestão pública da mobilidade urbana. Por meio dela é possível avaliar o impacto ambiental e os efeitos na redução do tempo de viagem com a implementação de corredores exclusivos para ônibus e estimar a quantidade de energia necessária para operar uma frota totalmente elétrica, por exemplo.

Ouça na reportagem de Jorge Machado

 





VEJA TAMBÉM



CIÊNCIA  |   05/11/2021 08h31





CIÊNCIA  |   05/11/2021 08h24